NOVA SCOTIA DUCK TOLLING RETRIEVER

CUIDADOS A TER NA ESCOLHA DO CACHORRO

– Quando decidiu ter um Retriever fê-lo por querer ter um cão com as características desta raça. Tome todas as precauções para mais tarde, por volta dos sete ou oito meses, não vir a ter a surpresa de ter consigo um exemplar que em nada corresponde ao que desejava. O cachorro não tem qualquer culpa e, como tal, você terá que conviver com ele entre 10 a 14 anos;

– Quando escolher o cachorro lembre-se que, infelizmente, o fato de estar registado no LOP não é por si só garantia de qualidade. Solicite sempre observar os pais e, se possível, irmãos dessa ou de uma ninhada anterior;

– Certifique-se que os pais estão identificados (microchip) e que possuem os exames de saúde adequados. O seu cachorro deveria também ele ser-lhe entregue devidamente identificado e com documento comprovativo do SIRA;

– Mesmo que não queira participar em exposições tente conseguir para si aquele que lhe pareça o melhor cachorro;

– Na sua nova casa convém, nos primeiros tempos, deixá-lo tranquilo e ter especial atenção com as crianças, sobretudo quando ainda pequenas, às quais é necessário fazer compreender entre outros aspectos a diferença entre um cachorro e um cão de peluche;

– Há que pensar no local escolhido para o por a dormir, que deverá ser fora de correntes de ar e de humidades, bem como qualquer calorífero;

– Quando chegar a casa dê logo ao cachorro água e um pouco de comida: utilize a mesma ração que o criador lhe estava a dar;

– Dois a três dias depois da sua chegada a casa deverá levá-lo ao seu médico-veterinário e no caso de ser detetada qualquer anomalia contacte de imediato o criador.

EDUCAÇÃO

Não poderá exigir muito do seu cachorro antes dos quatro ou cinco meses, altura em que este passa a controlar os seus sistemas digestivo e muscular.

No entanto, comece a ensiná-lo desde já utilizando sempre o mesmo vocabulário para as mesmas situações, tendo presente que o tom de voz é muito importante.

Há que ir criando um elo de comunicação entre si e o seu cachorro. No ensino/treino o nome do seu cão deve desde logo ser usado com muita frequência. Tenha calma a ensiná-lo, pois essa tarefa exige tanto de si como do seu cachorro, não devendo nos primeiros tempos prolongar as sessões por mais de dez minutos.

Depois de cada refeição leve-o ao local onde pretende que ele faça as necessidades, só o deixando regressar depois de as fazer. Tenha muita atenção às fezes que não deverão de ser demasiado moles e muito menos líquidas, tipo diarreia, caso em que deverá logo contactar o seu médico-veterinário.

Os passeios com trela na rua deverão iniciar-se assim que termine o programa de vacinação. O seu cachorro deverá ser conduzido sempre na sua mãe esquerda, deslocando-se contra o transito e entre si e a parede.

Segure a trela com segurança, mas sem o arrastar. De início é natural que se fixe nas quatro patas ou até comece a espernear. Seja paciente, acalme-o e pouco a pouco verá como ele o acompanha percebendo que nada tem a temer.

SOCIALIZAÇÃO

É importante que desde já o seu cão tenha contacto com outras pessoas e se habitue aos ruídos do exterior e ambientes diferentes dos de sua casa.

Deixe o seu cachorro brincar com outros cães, mas evite que possa ser abordado por animais agressivos ou com um estado de saúde aparentemente duvidoso.

Não permita que o seu cão seja agressivo para com outros animais nem com outras pessoas, nomeadamente crianças, mesmo quando esteja a comer.

HIGIENE

O seu cachorro deverá ser escovado no mínimo duas vezes por semana.

Deverá lavá-lo o menor número de vezes possível. Nos banhos utilize água morna e champô próprio para cão. De seguida seque-o com a toalha e depois com secador de mão numa posição não muito quente.
Aproveite para controlar o estado de crescimento das unhas.

Deverá também controlar os ouvidos do seu cão e limpar o seu interior e exterior sempre que necessário.
Quanto aos olhos, verifique se o seu cão não acumula secreções nos cantos, limpando com algodão e soro quando preciso. Caso esta situação se mantenha consulte o seu médico-veterinário.

O seu cachorro vai iniciar a mudança da dentição por volta dos quatro ou cinco meses. Em caso de sobreposição com os dentes de leite, consulte o seu médico-veterinário.